LEIA TAMBÉM

O corpo do diretor de carnaval Luiz Fernando Ribeiro do Carmo, conhecido como Laíla, de 78 anos, referência do carnaval carioca, foi enterrado neste sábado no Cemitério do Caju, na zona portuária do Rio.

Laíla morreu na sexta-feira por complicações da covid-19. Ele estava internado desde o último dia 13. Em 50 anos de carnaval, Laíla deixou sua marca em passagens por várias escolas do Rio. Somente na Beija Flor ficou 30 anos.

continua depois da publicidade

continue lendo

A última escola em que atuou, no Rio de Janeiro foi a União da Ilha, em 2020. Também passou por Vila Isabel e Unidos da Tijuca.

O carnaval carioca também perdeu nessa sexta Amadeu Amaral, o mestre Mug, que por 30 anos comandou a bateria da escola de samba Vila Isabel. O corpo dele também foi enterrado neste sábado, no Cemitério do Catumbi, região central do Rio.

Mestre Mug estava internado desde março para tratar uma hérnia de disco, mas morreu devido a múltiplas infecções.

*Com informações da Agência Brasil